o copo já está partido

O mestre de meditação tailandês Ajahn Chah, apontou uma vez para um copo de vidro ao seu lado. “Vêm este copo?” perguntou. “Adoro este copo. Contém a água de uma forma admirável. Quando o sol brilha nele, a luz refletida é linda. Quando toco nele, tem um som encantador. Contudo, para mim, este copo já…

Nem acreditas no que eu não acredito

De tempos a tempos colocam-me esta questão: Em que é que os budistas acreditam? Gosto de responder que o Budismo não requer crenças, mas isso é difícil de acreditar.  E então ofereço isto. Acredito no amor. Não no amor que é inimigo do ódio, mas no amor que não tem inimigos ou rivais, não tem…

Pôr-se a caminho

Embora haja muitas diferenças entre as várias religiões do mundo e entre as várias escolas do Budismo, também há muita coisa em comum, e isso é muito visível quando iniciamos a viagem. Para muitos de nós, o primeiro passo no caminho espiritual, o portão de “Um Dharma”, surge quando nos damos conta de um forte…

a mente original

Sobre esta mente… na realidade não é nada. É simplesmente um fenómeno. Em si já é calma. Que hoje em dia a mente seja agitada, é porque segue os humores, os estados de espírito. Surgem impressões dos sentidos que a iludem com felicidade, sofrimento, alegria, preocupação, mas a verdadeira natureza da mente não é nada…

o que sou eu?

a meditação tem sido descrita como a experiência daquilo que somos naturalmente – mas a questão fica: então o que sou eu?, e essa investigação pode-nos acompanhar neste caminho de autodescoberta durante a meditação sentada, podemos lançar a questão: o que sou eu?, de uma forma curiosa, aberta, sem procurar especialmente uma resposta – neste…

o amor dentro de nós

esta obra do escultor ucraniano Alexander Milov, expressa pungentemente o estado das nossas relações, quando, de costas viradas uns para os outros, acreditamos nas histórias que nos contamos, que magoam e nos magoam, que criam separação e divisão contudo, isso não é real – os nossos julgamentos, as reações e contrarreações às palavras agressivas, aos…

silêncio na cidade

a nossa vida tem muito ruído, e não só o ruído do trânsito, da televisão, das máquinas, também a nossa tagarelice mental; sabemos que é necessário parar e “baixar o volume”; e frequentemente achamos que para isso acontecer precisamos de ir para longe, de nos retirar, de procurar um lugar especial; isso pode ajudar, mas…

O portão de entrada

No zen japonês há esta expressão “o portão sem entrada”, em que o portão pode ser uma barreira mas também uma passagem. Uma das primeiras barreiras na nossa meditação e na prática de todos os dias é ter um objetivo determinado – o nosso objetivo ou objetivos podem tornar-se o portão sem entrada que não…

Rohatsu: a vida como retiro

Rohatsu é uma palavra japonesa que significa o oitavo dia do 12.º mês. Nesse dia comemora-se o despertar de Buda Shakyamuni, o que equivale a dizer, o despertar de todos nós. Tradicionalmente, os monges e praticantes zen meditam intensamente na semana precedente, de 2 a 8, usando a motivação do exemplo da libertação do próprio…

refletir como um espelho

Conforme a atenção se torna mais estável e a concentração mais forte, a qualidade de mindfulness começa a revelar-nos percepções cada vez mais profundas do mundo e de nós mesmos. Começamos a cortar através das histórias que contamos a nós mesmos sobre a experiência, a viver menos em pensamentos sobre as coisas e mais na…

estar com as emoções difíceis

Não conseguir abrir para emoções desagradáveis é outra causa do surgimento da cólera, obscurecendo ainda mais a possibilidade de amor e compaixão. Isto acontece frequentemente quando personalizamos uma situação difícil que na realidade é impessoal. Alguns anos atrás estava no aeroporto de Newark a caminho de Denver. Estávamos no avião, dirigíamo-nos para a pista para…

trabalhar com a aversão

Como trabalhar com a cólera e a aversão, quando o amor parece impossível e o nosso coração se contrai? Como investigar estes estados mentais não saudáveis que frequentemente são a nossa resposta habitual a experiências desagradáveis e difíceis? É fácil observá-las na nossa relação com a dor física. Muitas vezes há contração, frustração e impaciência;…

relaxar o coração

Enquanto experiência de atenção, da próxima vez que te sentires identificado com uma emoção forte ou uma reacção ou julgamento, deixa a história e segue a sensação física até à contracção energética, muitas vezes sentida no centro do coração. Pode ser uma sensação de aperto ou pressão no centro do peito. Então respira e relaxa…

o mestre ideal

Normalmente, encaramos o desconforto de qualquer ordem como negativo. No entanto, para os praticantes, os que têm uma certa fome de saber o que é a verdade, as experiências de sentimentos como o ciúme ou o medo, em vez de serrem nefastas, são de facto momentos de grande clareza que nos ensinam onde estamos a…

não dá para fugir

Já observou que não há como fugir de nada? Que, mais cedo ou mais tarde, as coisas com as quais não queremos lidar e das quais tentamos fugir, ou tentamos ignorar e fingir que elas não existem, nos alcançam – principalmente se têm a ver com velhos padrões e medos? A noção romântica é de…

O que devo fazer?

Os meus alunos perguntam-me, ‘O que devo fazer? O que devo fazer hoje?’ Para mim, tudo se resume à prática: clarificar a mente, abrir o coração – para seja o que for que surja, instante a instante, possas lidar com isso o melhor que puderes. (Jan Chozen Bays)

a generosidade de receber

Receber é uma prática poderosa — e íntima. Pois estamos a convidar outra pessoa para dentro de nós.  Em vez de focar na nossa prática e na nossa virtude, podemos focar-nos em dar a outros a oportunidade de cultivar a generosidade. . .  Esse momento, em si, é muito puro.  Por isso se diz que…

A Perfeição do Esforço

A quarta pétala da flor é a virya paramita, a perfeição do esforço, a energia ou a prática contínua. O Buda disse que no fundo da nossa consciência armazenadora, alaya vijnana, existem diversos tipos de sementes, positivas e negativas – sementes de raiva, ilusão e medo, assim como sementes de compreensão, compaixão e perdão. Muitas…