o cortejo das emoções

Estados mentais e emoções diversas também podem constituir uma parte importante de nossa prática e da nossa vida. É possível senti-las na claridade aberta da nossa consciência em vez de afogadas num oceano de apego a elas. Uma grande variedade de emoções surge quando nos sentamos: aborrecimento, inquietação, agitação, calma, paz, interesse, excitação, raiva, irritação, amor, compaixão, desejo, inveja, ciúme, depressão, bondade, equanimidade, felicidade. A lista continua. Todos estes estados mentais fazem cortejo na nossa mente tal como crianças pequenas no Carnaval, com diferentes disfarces. Vamos seguir o pirata, o fantasma ou a fada? Ou vamos olhar através do traje para a criança que está por baixo?

A nossa prática é abrir para o grande leque de diferentes disposições e estados mentais, sentir a energia particular de cada um, estar atento à experiência tanto no corpo como na mente, e deixá-los passar como nuvens que surgem e se desvanecem no céu. Quando a raiva surge, ou o amor, ou a alegria, é só a raiva a enraivecer-se, o amor a amar e a alegria a alegrar-se. Diferentes sentimentos surgem e passam, e cada um apenas expressa a sua própria natureza. Habitualmente, contudo, somos apanhados no mundo da emoção, identificando-nos com esses sentimentos, pensamentos e sensações. Quando isto ocorre, transformamos a corrente fluida da impermanência num sentido rígido de um eu separado.

Joseph Goldstein

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s